Militaria e Cutelaria reunidas em um só lugar.

MENU

Notícias / Pistolas

Pistola Ruger Mark III Competition Target - Calibre 22 LR

O desenho é inspirado na Baby Nambu, Japonesa. Bill Ruger adquiriu uma Nambu a um militar acabado de regressar da guerra e conseguiu reproduzi-la na sua garagem.

Publicidade
Pistola Ruger Mark III Competition Target - Calibre 22 LR
A-
A+
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

 

Review - Pistola Ruger Mark III Competition Target - Calibre 22 LR

 

Mark III é uma pistola semi-automática de calibre 22 Long Rifle. Na sua caixa vêm incluídos 2 carregadores de fileira simples com capacidade para 10 munições cada um. É construída em aço inoxidável com uma qualidade acima de qualquer suspeita.
 
O desenho é inspirado na Baby Nambu, Japonesa. Bill Ruger adquiriu uma Nambu a um militar acabado de regressar da guerra e conseguiu reproduzi-la na sua garagem. Com base no que aprendeu Bill Ruger fez modificações ao nível do mecanismo e do calibre utilizado, alterando-o para .22 LR lançando aquela que hoje é conhecida como a Ruger Standard e que deu origem ao modelos Mark I, Mark II e Mark III. Esta foi a primeira arma produzida pela Ruger e é hoje, nas suas versões Standard, Mark I, II e II, a pistola semi-automática mais vendida em todo o mundo no calibre .22 LR.
 
O carregador tem uma patilha lateral, que permite pressionar a respetiva mola, de forma a facilitar a introdução das munições. Esta característica é comum  a quase todos os carregadores de pistola de calibre 22.
 
As miras são bastante boas, sendo a massa de mira fixa e a alça regulável em altura e em deriva. Devido à vibração causada pelos disparos o parafuso que segura a massa de mira tende a ficar solto. A Ruger recomenda que se use um pouco de Super Cola 3 para evitar ter que se andar constantemente a apertá-lo. Fiz isto na minha e nunca mais se soltou.
 
Esta arma pesa 1,276 kg descarregada, mede 282 mm de comprimento total e tem um cano de 6,88 polegadas. A embalagem traz um carril tipo Weaver para acessórios que pode ser instalado na parte superior da arma. Os parafusos que seguram o carril ao corpo da arma soltam-se devido à vibração produzida pelos disparos. Tal como no caso da massa de mira, deve ser considerada a opção de os colar com Super Cola 3 para evitar a sua perda. A própria marca, no manual de operação, recomenda que se colem os parafusos.
 
A Mark III funciona com cão interno ao contrário da Baby Nambu, onde a mola principal atua diretamente sobre o percutor. A operação é feita por ação indireta dos gases ou seja pelo recuo.
 
O gatilho funciona apenas em ação simples, o que quer dizer que tem que ser sempre armado pelo movimento da corrediça à retaguarda. Tal como a Nambu é uma arma muito precisa,  devido ao seu cano de excelente qualidade e ao gatilho muito suave e relativamente leve.

 

 

Nas armas de percussão anelar não se deve disparar a seco pois o percutor embate diretamente na parede da câmara danificando-a, e danificando-se a si próprio. Recomendo o uso de um casquilho vazio ou de protetores de plástico como este que estou a usar nesta arma.

A Mark III tem 5 mecanismos de segurança:

    1- Segurança manual do lado esquerdo. Esta segurança apenas é passível de ser ativada se o mecanismo de disparo (cão) estiver armado. Não        recomendo a utilização desta segurança por períodos muito grandes pois a mola principal encontra-se sob tensão.

    2- Chave de segurança que permite trancar a segurança manual quando esta está ativada, impedindo a sua desativação.

    3- Equipada com um cadeado para trancar a ação da corrediça. Este cadeado apenas pode ser instalado se o mecanismo de disparo estiver armado. Pessoalmente não gosto de deixar as molas em tensão nas armas pelo que não recomendo a utilização deste cadeado.

    4- Segurança de carregador. Mark III não dispara se não tiver o carregador inserido mesmo que tenha uma munição na câmara.

    5- Indicador externo de cartuxo na câmara que indica se se encontra uma munição na câmara. Este revelou-se frágil, na minha arma, partindo-se devido à utilização de munições de má qualidade.

 

 

É uma arma extremamente confiável, funcionando na perfeição com todo o tipo de munições, mesmo as de mais baixa qualidade. As únicas munições que causaram problemas sérios foram as Hansen, de origem Iugoslava que partiram o indicador de munição na câmara.

Como principal desvantagem, aponto o peso. 1 kg e 300 g é muito peso para se segurar apenas com um braço enquanto se tentam manter as miras alinhadas sobre um alvo a 25 m, numa prova ou sessão de treinos. Numa sessão de tiro informal, apoiando a arma com ambas as mãos o peso deixa de ser um problema.

 

 

Outro ponto negativo é o seu tamanho. Pessoalmente acho que uma arma menor é mais prática e divertida de disparar. Quando disparo informalmente sobre alvos a curta distância escolho a P22. A Mark III é a minha primeira escolha apenas para alvos a grande distância.

A última falha que quero apontar é muito subjetiva, mas como esta é a minha review vou apontá-la na mesma. A puta da arma é feia que se farta. Agora que já disse isto já estou mais aliviado. Na minha opinião todas as Ruger da série Mark I, II ou III são bastante feias. O meu lado feminino diz-me que uma arma tem que ser bonita, e esta, pura e simplesmente não é.

 

 

Muita gente se queixa que está é uma arma difícil de desmontar e montar. Pessoalmente não concordo. Se as instruções que do manual forem seguidas à letra e pela ordem indicada, é um processo bastante fácil. Na minha opinião esta arma é muito mais fácil de montar que a P22.

Como conclusão quero referir que, se só pudesse ter uma pistola no calibre .22 LR, a minha escolha iria recair sobre esta arma devido ao facto de funcionar com todo o tipo de munições e de apresentar um excelente compromisso entre diversão e precisão.

 

 

 

 

Filosofia de Uso
 
- Tiro recreativo
- Competição
 
Calibre - .22 L.R.
 
Dimensões e peso
- Comprimento Total -  28,2 cm
- Comprimento Cano -   6,9 ’’
- Peso - 1,276 kg
 
Miras
- Excelentes, fáceis de usar.
- Grandes dimensões.
- Necessária chave de fendas para regular a altura e a deriva
- 5, numa escala de 1 a 5

Gatilho
- 1 tempo
- Relativamente preciso.
- Demasiado pesado
- 3, numa escala de 1 a 5

Fiabilidade - 5, numa escala de 1 a 5

Qualidade de construção - 5, numa escala de 1 a 5

Ergonomia - 5, numa escala de 1 a 5

Facilidade de utilização
- Demasiado grande e pesada.
- O processo de montagem é relativamente difícil.
- 3, numa escala de 1 a 5
 
Durabilidade - 5, numa escala de 1 a 5
Valor - 4, numa escala de 1 a 5
Design  - 4, numa escala de 1 a 5
 
Energia
- Velocidade média com munições American Eagle de 36 gr - 345 m/s..
- Média de 139 J de energia.
- 4, numa escala de 1 a 5

Classificação final - 5, numa escala de 1 a 5
 
 
 
 
Veja mais nos vídeos abaixo:
 
 
 
 
 
 
 
 
 



 



Fonte/Créditos: Fonte: http://blog.piratices.com/2014/01/RugerMarkIII.html

Comentários:

/Dê sua opinião

Se o Governo mandar recolher todas as armas legalmente compradas, o que você faria?

Publicidade
Publicidade

Crie sua conta e confira as vantagens do Portal

Você pode ler matérias exclusivas, anunciar classificados e muito mais!