Militaria e Cutelaria reunidas em um só lugar.

MENU

MUNIÇÕES

O calibre .22 Magnum

A fabricante norte americana de armas e munições Winchester introduziu o .22 Winchester Magnum Rimfire (WMR) na década de 1950.

Publicidade
Imagem de capa
A-
A+
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

.22 Winchester Magnum Rimfire, também chamado de 22 WMR, 22 Magnum, 22 WMRF, 22 MRF ou 22 Mag, é um cartucho com "culote". Originalmente carregado com um projétil de 2.6 g (40 grains), desenvolvendo velocidades de cerca de 610 m/s a partir do cano de um rifle. Atualmente ele é carregado com projéteis de 3.2 g (50 grains) a 470 m/s até projéteis de 1.9 g (30 grains) a 670 m/s. Comparado com o mais rápido porém mais leve 17 HMR, o 22 WMR atinge o alvo com maior energia cinética dentro do seu alcance efetivo, apesar de seu arco de trajetória ser menos plano.

História

A fabricante norte americana de armas e munições Winchester introduziu o 22 Winchester Magnum Rimfire (WMR) na década de 1950. Foi o primeiro novo cartucho 22 rimfire em décadas. Seu estojo longo contém muito mais pólvora do que o Long Rifle e o cartucho opera quase no limite de pressão para munição rimfire. Assim como o 22 Long Rifle, o Magnum é compartimentado em uma variedade de rifles e revólveres. 

O diâmetro do projétil é de 0,224", o mesmo dos 22 Rimfire ou da maioria dos 0,22 de fogo central, com um revestimento real, não apenas revestimento de cobre. Os estilos de projéteis incluem revestimento de metal completo (FMJ) não expansível e tipos de ponta oca revestidas (expansível). 

Os pesos de projéteis disponíveis foram expandidos para incluir projéteis de 30 grains e 50 grains, além dos projéteis originais de 40 grains. CCI, Federal, Remington e Winchester são algumas das fabricantes de munições que carregam munição 22 WMR, mas existe dezenas e mais dezenas de outros fabricantes.

O projétil padrão de 40 grains agora é anunciada para ter uma velocidade inicial de 1.910 fps em um cano de rifle de 22" e carrega 324 libras-pés de energia. Do cano de 6,5" de um revólver, a velocidade é de 1400 fps com uma energia de 174 pés lbs.

O 22 Magnum é um cartucho muito mais poderoso que o 22 LR. A 100 jardas, seu projétil de 40 grains ainda está carregando 156 ft. lbs. de energia, mais do que o 22 LR se desenvolve no cano (comparado em canos de 22"). O WMR de tiro plano pode ser zerado para atingir +0,6" a 100 jardas quando disparado de um rifle com mira telescópica, e dará um tiro à queima-roupa alcance (+/- 1,5") de cerca de 124 jardas.

O poder da Magnum, juntamente com a violenta expansão fornecida por um projétil do tipo JHP, faz com que seja muito cartucho para atirar em coelhos e esquilos de perto, a menos que apenas um tiro na cabeça seja levado. Tiros no corpo tendem a literalmente explodir esses pequenos animais.

Usado para autodefesa em um revólver, o .22 WMR compilou uma taxa de poder de parada (stopping power) de 42% com um único tiro de acordo com a tabela Marshall e Sanow. Isso é muito superior ao .22 LR e 25 ACP, e torna o 22 WMR o melhor dos cartuchos de pistola de pequeno calibre.

Note o considerável tamanho do 22 Magnum em relação ao popular 22 LR

 

Dentro de sua limitação de trajetória de cerca de 125 jardas, o poder extra destrutivo do projétil JHP do 22 Magnum o move para a classe de cartuchos de rifle varmint. Seu baixo relatório o torna um dos melhores cartuchos de varmint para atirar em pequenas fazendas e fazendas típicas de áreas semipovoadas e no interior fora de cidades pequenas e médias.

Durante anos, havia rifles de alavanca, ação tipo bomba e ferrolho com câmara para o 22 Magnum, mas muito poucos semi automáticos. Isso ocorre porque o Magnum opera em pressões acima daquelas consideradas seguras para ações simples de blowback (o tipo de ação usado para todos os rifles 22 LR de carregamento semi automático). Os fabricantes de rifles parecem ter resolvido o problema nos últimos anos, pois, agora há uma seleção de rifles esportivos de carregamento semi automático com câmara para o 22 WMR.

Para a caça de pequeno porte há uma série de rifles de ação por ferrolho no 22 Magnum, precisos e de alta qualidade para caçadores profissionais.

Aqui no Brasil já começa a surgir armas nacionais nesse calibre e a CBC já disponibiliza munições, não com a mesma variedade que se encontra no mercado norte americano.

Diversos tipos de formato e peso de projéteis são oferecidos no mercado.

 

 

 

Comentários:

Publicidade
Publicidade

Crie sua conta e confira as vantagens do Portal

Você pode ler matérias exclusivas, anunciar classificados e muito mais!