Militaria e Cutelaria reunidas em um só lugar.

MENU

MUNIÇÕES

17 HMR x 22 MAGNUM

Duas alternativas que tem tudo para se tornarem bastante populares aqui no Brasil em relação ao 22 LR. Saiba quais são os prós e os contras desses dois calibres.

Publicidade
Imagem de capa
A-
A+
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

17 HMR x 22 MAGNUM

Duas alternativas que tem tudo para se tornarem bastante populares aqui no Brasil em relação ao 22 LR. Saiba quais são os prós e os  contras deles dois.

 

Quase todo mundo começa sua carreira rimfire atirando no abundante e sempre popular 22 LR. Inventado no final de 1800, este pequeno cartucho continua a ter um desempenho sólido quando se trata de plinking, prática de tiro ao alvo e controle de pragas. Mas grandes avanços foram feitos no mundo do cartucho de fogo circular desde então no que diz respeito ao desempenho balístico real.

Se você está decidindo para qual novo calibre rimfire expandir, o número de opções pode parecer intimidador, mas se você souber quais são seus objetivos, deve ser fácil encontrar o que melhor atende às suas necessidades. Um emparelhamento de cartuchos que parece ser questionado com frequência é o 17 HMR e o 22 Magnum. Esses cartuchos costumam ter mais de um nome, mas o primeiro neste caso foi desenvolvido pels Hornady e o segundo pela Winchester. Apesar das raízes do 17 HMR ser no 22 Magnum, ele não ofereceu uma atualização de desempenho geral, e ainda há algumas boas razões para escolher o .22 Magnum.

 

Especificações

O calibre .17 Hornady Magnum Rimfire, ou 17 HMR, foi desenvolvido a partir do calibre .22 Winchester Magnum Rimfire, ou 22 WMR ou simplesmente 22 Magnum. Independentemente de como você chama esses cartuchos, ambos foram tentativas de fazer um cartucho rimfire mais poderoso do que o popular .22 LR.

O 22 Magnum foi criado no final da década de 1950 e se tornou um sucesso quase instantâneo. Com o carregamento original enviando um projétil de 40 grains a cerca de 2.000 FPS, envergonhou a balística do .22 LR. Capaz de enviar um projétil de massa igual a quase 700 pés por segundo mais rápido e com mais que o dobro de libras-pé de energia, o .22 WMR facilmente usurpou o .22 LR no papel de controle efetivo de vermes e caça pequena.

Quase meio século após a introdução do 22 Mag, um novo garoto apareceu no quarteirão. Desenvolvido principalmente pela Hornady, o 17 HMR é apenas .22 Magnum com pescoço reduzido para calibre 17 HMR. Com a caixa do mesmo tamanho agora carregada com um projétil menor, mais leve e estilo Spitzer, o .17 HMR tinha um potencial de velocidade muito maior do que seu cartucho original jamais poderia ter. Os projéteis do 17 HMR normalmente usam projéteis de 17 grains que podem viajar a mais de 2.600 FPS quando disparados de um rifle. Embora mais rápido do que o mais leve dos carregamentos de .22 Magnum, os projéteis incrivelmente leves do 17 HMR também fornecem menos energia do que suas contrapartes de calibre 22.

Desempenho

Só porque o 17 HMR foi desenvolvido a partir do 22 Magnum não o torna uma atualização direta. Evidenciado em parte pelo uso contínuo do 22 Mag, ambos os cartuchos claramente ainda servem a um propósito. Em testes realizados usando-se a munição Hornady XP XTP com projéteis de 20 grains em calibre 17 HRM e munição calibre 22 Magnum da CCI do tipo Maxi-Mag com projéteis de 40 grains,a 100 jardas (91,44 metros) o projétil de calibre 22 Magnum teve quase o dobro de queda em relação ao 17 HMR. Este é o ponto chave mais forte do calibre 17 HMR e a principal razão pela qual ele foi desenvolvido. Seus projéteis leves, estilo spitzer, têm maior velocidade, coeficiente balístico e uma trajetória mais plana. Isso significa que, com a introdução de novo atiradores com o 17 HMR, de repente, começaram a disparar a 200 jardas, algo que raramente era tentado com 22 Magnum. Além da maior queda do projétil de 22 Magnum, mesmo dentro de 100 jardas, o 17 HMR é conhecido por ser o cartucho mais preciso.

Outra métrica importante além do alcance e precisão efetivos é a quantidade de energia entregue no alvo. Fivou provado que o projétil mais pesado do 22 WMR resulta em mais libras-pé de energia do que o 17 HMR pode fornecer, independentemente do alcance em que foi disparado. Isso se deve aos projéteis quase duas vezes mais pesados ​​do 22 Mag que também contribui para mais rápida de queda dos projéteis. Como fazer um acerto preciso com o 22 Mag além de 125 jardas é improvável para começar, os dados além desse ponto são irrelevantes. Ele mostra, no entanto, que dentro do alcance efetivo do 22 Magnum ele impactará o alvo com maior energia.

Escolhendo seu cartucho

No debate do 17 HMR x 22 Magnum, há uma escolha errada e outra certa: tudo depende de como você pretende usá-los. Se você precisa do maior alcance que pode obter de um cartucho rimfire, ou se a precisão suprema é seu objetivo, o 17 HMR é o caminho a percorrer. Para a caça de pequenos animais, no entanto, a menos que você tenha habilidades de pontaria para atirar na cabeça de esquilos, o pequeno e quente projétil do 17 HMR é conhecida por tornar sua carne intragável. No entanto, funciona muito bem para o controle de pragas e torna o tiro na faixa de 100 a 200 jardas mais fácil do que com quase qualquer outro cartucho de fogo circular. Existe relatos de que um expert caçador americano já chegou a abater um cão das pradarias a pouco mais de 500 jardas com calibre 17 HMR, embora não com o primeiro tiro.

O maior peso e energia do projétil 22 WMR ainda o torna superior em caçar um animal um pouco maior como coiotes, em distâncias mais curtas, mas como a maioria dos tiros de calibre 22, é severamente limitado por seu alcance. Apesar de ser capaz de fornecer mais energia a qualquer distância, fazer o disparo geralmente será mais difícil do que com um 17 HMR. O 22 Magnum também oferece uma variedade maior de pesos e tipos de projéteis e dependendo da escolha, este pode ter melhor penetração do que 17 HMR, mas a energia extra também pode resultar em carne arruinada ao caçar animais pequenos. Isso torna esses projéteis maiores mais adequados para caça do tamanho de coiotes ou animais menores mas que você não pretende comê-los.

Embora nenhum dos projéteis seja ótimo para autodefesa, vale a pena notar que quando se trata do 17 HMR x 22 Magnum disparado de revólveres, o 22 Magnum ainda é a escolha superior.

Ambos os cartuchos têm preços semelhantes (ao menos nos EUA), e ambos estão disponíveis em rifles de caça de diferentes qualidades e preços. Isso significa que, no que diz respeito à escolha do seu rimfire, o uso pretendido deve ser seu único fator decisivo. Infelizmente aqui no Brasil não temos a mesma oferta de armas e munições nos mesmos calibres que na terra do Tio Sam.

À título de curiosidade, veja na foto abaixo um comparativo de uma munição calibre 22 LR com o 22 Magnum e o 17 HMR.

 

 

Comentários:

Publicidade
Publicidade

Crie sua conta e confira as vantagens do Portal

Você pode ler matérias exclusivas, anunciar classificados e muito mais!